Se ninguém curtir seu look no instagram ou no facebook, isso quer dizer que seu look nem sequer existiu, certo? Com a velocidade do mercado e a tecnologia se impondo cada vez mais à frente, o mundo fast fashion acelerou sua produção ainda mais, fazendo com que algumas roupas se tornassem de certo modo descartáveis.

Descartáveis? Sim, pois algumas pessoas estão criando o hábito de pensar ‘se não vou usar um look mais de uma vez, as peças deste não precisam ter qualidade’. Afinal, se amanhã certa tendência chegar ao declínio, todos vão querer estar atualizados sobre o assunto. O que move a internet e principalmente os consumidores de moda atualmente é a sensação de ‘fresh’, novo, principalmente quando falamos em coleções e mercado de moda.

É preciso mostrar todo um lifestyle por trás de cada perfil, pois estas são as principais ferramentas para a criação de uma identidade sólida para a marca; assim potenciais clientes  irão seguir todo o trabalho das empresas e eventualmente sentir  despertar um grande desejo de fazer parte daquele mundo, ou seja, todo aquele conceito apresentado em forma de interações nas mídias sociais.

Foto:  Coleção Sophia Webster  - Primavera 2014

(Foto: Coleção Sophia Webster – Primavera 2014)

Marcas como a britânica Sophia Webster definitivamente se encaixam na categoria de marcas que utilizam as mídias sociais não apenas para comunicação , mas também como inspiração para a criação de novas coleções. Com uma coleção excêntrica e moderninha, a marca apresentou sua proposta para uma Primavera 2014 cheia de grafismos e detalhes que remetem à cultura do instagram.  Além disso, as blogueiras de moda tem efetuado um trabalho essencial para a divulgação da SW nas mídias sociais, pois para muitos elas são mais do que trend setters (apontadoras de tendências); são também um exemplo de lifestyle e estilo. A grande sacada dessa nova coleção foi a interação com o público, já que Sophia decidiu divulgar a coleção para o público e estes, entre as blogueiras de moda, fotografaram  suas peças favoritas do desfile e publicavam no instagram ou tumblr, ou seja, divulgando a marca para um novo público em potencial.

 

social media 3

(Foto: Chistopher Kane)

Já a marca Christopher Kane se inspirou na famosa moda de rua conhecida como Street Style, para criar sua coleção de Primavera. A fotografia de street Style foi difundida inicialmente entre blogueiros de moda que eram eventualmente clicados pelas ruas por fotógrafos de Moda.

Essa é mais uma grande prova de que as mídias sociais e blogs tem um papel importantíssimo no mercado da moda atual. Por fim, as tendências tendem a desaparecer com o tempo, mas enquanto as marcas  continuarem engajando com as mídias sociais, as tendências vão continuar a ser divulgadas,

 

Comments

comments