Muitas marcas reclamam sobre fretes, principalmente quando o assunto é ‘frete grátis’, pois a maioria acredita que em alguns casos a entrega gratuita tem um alto custo para a empresa.

A premissa é verdadeira, mas ainda sim é possível administrar os custos do frete de forma que o negócio continue sustentável. 

Veja algumas dicas infalíveis para administrar este custo:

 Frete, o vilão do e-comerce?

1-Se a sua marca oferecer o frete grátis em toda a loja, não se esqueça de utilizar o valor do seu ticket médio.

Para calcular o ticket médio, você deve lembrar que ticket médio é igual ao total da venda do mês dividido pelo número de pedidos do mesmo período; além disso, um ticket inferior a R$150 prejudica a ação, por isso deve haver uma maior atenção quanto ao valor.

Assim você incentiva o cliente a comprar mais. Fretes grátis  não apenas aumentam o desejo de consumo do consumidor assim como o interesse por seus serviços.

2-  As opções de frete sempre devem estar visíveis no fechamento do pedido. Por exemplo, se sua marca trabalhae com Correios nas modalidades PAC, SEDEX e E-SEDEX, mostre sempre as 3 opções. A escolha de um dos três serviços fica a critério do consumidor.

3 – Se possível, estenda o prazo de entrega, pois isso também irá incentivar o usuário a pagar para receber o produto mais rapidamente. 

Comments

comments