Marcada por pontos altos e baixos, a Black Friday que aconteceu nesta sexta (29) teve o maior número de faturamento comparado a edições anteriores.  De acordo com o E-Bit, empresa especializada em informações sobre e-commerce, o evento chegou a movimentar R$770 milhões, batendo recordes de faturamento em um único dia, o que mostra o crescimento de  217% em comparação ao ano passado.

Uma pesquisa desenvolvida pela Sieve (Inteligência de precificação no e-commerce)  comparou os históricos de preços e concluiu que o desconto médio do evento foi de 20%,sendo que as categorias com maiores descontos foram:  Moda e acessórios, Papelaria além de Casa e Decoração.

Apesar de todos os problemas que ocorreram relacionados à ‘preços maquiados’, sites fora do ar e mudança repentina de precificação na àrea de eletrodomésticos , o mercado da Moda provou estar em constante mudança e grande amadurecimento.  Muitas marcas relacionadas à Moda participaram do evento  este ano e as vendas não poderiam ter sido melhores.

Com descontos de até 60% as queridinhas do Brasil como Renner, Colcci, Marisa  e Sephora participaram do evento junto a marcas novíssimas como a La Vie , Amo Glacê entre outras. Sem dúvida as marcas de moda da 4ª edição do evento merecem o título de empresas com maiores descontos na Black Friday!

Mas como diz o ditado, nem tudo são flores:

big fail

Foto: Tumblr ‘O Friday Fiasco’

Por outro lado, esta edição da Black Friday bateu recordes em reclamações no portal Reclame Aqui.  Desde preços abusivos a sites fora do ar, foram inúmeros  os problemas apontados ao site, sendo a maioria envolvendo empresas do mercado de Eletrodomésticos e Eletrônicos. Porém desta vez o público não deixou  a situação impune, utilizando o ‘poder’ das redes sociais na criação um tumblr chamado ‘O Friday Fiasco‘, dedicado a reclamações e comparações de preços exorbitantes do evento.

Isso foi apenas uma amostra do que deve ser mudado para o ano que vem e quão grande é a influência das redes sociais nas vendas. De acordo com o E-Bit, a edição de 2014 trará lucros de mais de 1 milhão de reais, mas para muitos a Black Friday ainda precisa recuperar a credibilidade para entrar definitivamente no calendário do varejo nacional.

Comments

comments